Resumo do Agile Brazil – Segundo Dia

No segundo dia, o evento começou mais tarde devido ao jogo. A primeira palestra que vi foi “Refatoração de Testes”, com Eduardo Guerra. Foi uma palestra razoável na minha opinião, mas achei interessante justamente a preocupação com a refatoração. Um dos pontes fortíssimos da palestra foi a definição das partes de um teste: “Setup” (deixar o programa numa determinada situação), “Assertion” (a verificação propriamente dita), e o “Teardown” (limpar os dados que o programa fez). De acordo com Guerra, o teste pode mudar completamente, mas as “Assertions” devem manter-se íntegras.

Logo em seguida, vi a palestra “Agile Adoption Anti-Patterns”, que apresentou diversos erros comuns das empresas durante a implantação de métodos ágeis. Infelizmente, a palestra primeiro apresentou características comuns aonde as pessoas erram, depois começou a falar sobre os erros, foi relativamente enrrolativa, e no fim acabei deixando a palestra antes do fim, para ver a palestra “Quando o Scrum passa a atrapalhar”, da Cecília e Guilherme da Caelum, e foi extremamente interessante. A palestra contou com um nível técnico interessante, no qual eles mostraram uma equipe de trabalho deles que possuía uma maturidade notável, e consequentemente a maioria das regras do Scrum foram descartadas porque não havia mais necessidade delas. Na prática, apenas o “sprint retrospective” foi mantida, pois é a única reunião que realmente faz a metodologia evoluir.

Por fim, o keynote Beyond XP mostrou o futuro de um método ágil, fictício, que seria uma expansão do que temos hoje. A idéia é arrancar o “planning game” dos métodos ágeis atuais, e começar um “planning on demand”. Também acabar com bugzilla ou outros métodos de controlar bugs, afinal, bugs viram correções, que viram “planning on demand” eventualmente. Como se fosse mais uma complementação do que foi dito no primeiro keynote do evento, acredito que a apresentação fechou o evento com chave de ouro, complementando tudo o que foi dito-como adquirir o máximo de agilidade, usando integração e publicação contínua. Para fechar o evento, uma pequena apresentação no telão aonde Ken Schwabber (criador do Scrum) mostrou seu interesse de estar no AgileBrazil 2011.

Cheguei o site do evento, e algumas palestras já estão disponíveis no site. Basta entrar na URL http://www.agilebrazil.com/2010/pt/programacao.html, e baixar as apresentações (ou clicar nos links e ir direto para a página dos palestrantes)

E melhor ainda, nos sorteios, acabei ganhando uma camiseta!!!

Advertisements
This entry was posted in Metodologias and tagged , , . Bookmark the permalink.

One Response to Resumo do Agile Brazil – Segundo Dia

  1. Ótimo resumo. Parabéns!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s